Vacinação contra a gripe continua em Nova Venécia

No último sábado, Dia D, 57,05% do público alvo foi vacinado

A 21ª Campanha de Vacinação contra a Influenza em Nova Venécia superou a meta pré-estabelecida pelo Ministério da Saúde, alcançando a marca dos 57,05% do público alvo vacinado no último sábado (4), quando foi realizado o Dia D, somando 6.339 doses aplicadas.

 A vacinação segue até o dia 31 de maio. O objetivo é reduzir complicações, internações e mortalidades decorrentes de infecções pelo vírus da influenza. A meta nacional é de que 90% do público receba a dose da vacina até o final da campanha. Em Nova Venécia, 13 mil pessoas fazem parte do público-alvo.

“Para o Dia D nossa meta era 50% e fomos além. Agora, nosso principal objetivo é chegar no dia 31 de maio com mais de 90% do público alvo vacinado. Para isso, contamos com a participação da população, visto que gripe é uma doença séria. Todos que fazem parte do grupo devem tomar vacina contra a influenza para evitar que o vírus entre no corpo e faça estragos. São pessoas susceptíveis às consequências negativas da doença, que pode levar à pneumonia e até mesmo à morte”, alerta o secretário de Saúde de Nova Venécia, André Fagundes.

O grupo prioritário envolve crianças de 6 meses a menos de 6 anos de idade, gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz há pouco tempo) por serem grupos mais vulneráveis ao vírus. Além desses, devem ser vacinados idosos, mulheres com até 45 dias após o parto, trabalhadores da saúde, indígenas, professores, funcionários do sistema prisional, presos e pessoas com doenças crônicas, como diabetes e asma. A nova etapa também passa a incluir integrantes das forças de segurança e salvamento.

As doses são encontradas em todos os postos de saúde da cidade e interior de Nova Venécia, que possuem sala de vacina. Os horários de atendimento são das 8h às 11h e das 13h às 15h, de segunda a sexta-feira.

Devem tomar a vacina:

  • Crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias);
  • Gestantes em qualquer idade gestacional;
  • Puérperas (no período de até 45 dias pós-parto). Nesse caso, é preciso apresentar documento que comprove a gestação, como a certidão de nascimento, cartão da gestante ou documento do hospital onde ocorreu o parto);
  • Pessoas com 60 anos ou mais. É preciso apresentar documento de identificação com foto;
  • Trabalhador de saúde. Todos os ativos dos serviços públicos e privados, nos diferentes níveis de complexidade, devem apresentar comprovação, como crachá, contracheque atualizado ou declaração do estabelecimento de saúde;
  • Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. É preciso apresentar prescrição médica especificando a patologia e o motivo da indicação da vacina ou receita médica atualizada;
  • Professores das escolas públicas e privadas, que estão na ativa. É preciso apresentar comprovação, como contracheque atualizado, crachá ou declaração do estabelecimento de ensino;

A vacinação acontecerá em todos os postos de saúde do município que possuem sala de vacinação. É necessário apresentar o documento de identificação, caderneta de vacina e cartão SUS.